Vítimas de ‘agulhadas’ em Campina Grande não estão infectadas, diz médica

Subiu para 17 o número de pessoas que procuraram atendimento no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande alegando terem sido feridas com agulhas no Parque do Povo. O número foi atualizado na tarde desta terça-feira (12). Apesar do susto, a clínica-geral da unidade, Jacqueline Milfont, informou que nenhuma infecção foi detectada nos exames dos pacientes até a tarde desta terça (12) e que a probabilidade das vítimas adoecerem é mínima.

“Quando o paciente chega, a gente investiga Aids, Hepatites e Sífilis. São realizados exames e, após alta hospitalar, eles vão pra casa com medicamentos oferecidos pelo Trauma e receita para pegar por mais 20 dias. A probabilidade de eles adoecerem por conta dessas agulhadas é muito pequena. Existe, mas é muito pequena”, explicou.

Os atendimentos acontecem desde o sábado (9). Os números foram atualizados pela assessoria de comunicação da unidade na tarde desta terça-feira (12).

Inquérito

A Polícia Civil já instaurou inquérito para investigar a autoria dos ataques com agulha no Parque do Povo. O secretário de Defesa e da Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, informou que autoridades se reuniram com representantes da Aliança, empresa organizadora do evento, para avaliar a situação da segurança no local do ‘Maior São João do Mundo’.

“Foi feita uma reunião hoje [terça-feira] pela manhã com Corpo de Bombeiros, a Aliança e demais órgãos responsáveis pela segurança do local, visando intensificar a revista e a polícia judiciária vai identificar as pessoas”, informou o delegado responsável pelo caso, Henry Fábio, acrescentando que apenas uma pessoa prestou denúncia à polícia, embora o Hospital de Emergência e Trauma tenha realizado 17 atendimentos.

“O que se pode fazer imediatamente após se achar que foi vitima desse crime, procurar algum atendimento no local e especificar as características físicas desses criminosos e fazer a materialidade”, completou o delegado.

Em nota, a Aliança havia dito que 70 seguranças realizam o procedimento de revistas nas oito entradas do Parque do Povo, mas que cabe ao aparato do Estado garantir a efetiva segurança dentro e fora do Parque do Povo, já que se trata de uma festa de caráter público”.

Do Portal Correio

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE