TRE de Pernambuco entrega ofício ao TSE com propostas sobre rezoneamento eleitoral no estado

Fachada do TSE

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) divulgou uma nota, nesta segunda-feira (19), onde criticou a expulsão do presidente e vice-presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Alberisson Carlos e Nadelson Leite Costa, respectivamente. No texto, o grupo chamou o ato de autoritário.

No texto, a bancada afirma defender o restabelecimento do diálogo entre os representantes da Secretaria de Defesa Social e do Comando Militar e as associações militares “como forma de reverter o atual quadro de tensão vivido na corporação”. “Para isso, é fundamental que o governo possa reabrir a mesa de negociação com a categoria”, diz a nota.

Os opositores voltam a falar dos números do Pacto pela Vida, programa do Governo do Estado, afirmando que os cinco primeiros meses do ano foram os mais violentos do Pacto, com crescimento de 44% nos casos de homicídios em relação ao mesmo período do ano passado.

“Os parlamentares da bancada condenam a radicalização e se coloca à disposição do governo para ajudar a construir uma saída para a atual crise na segurança pública do Estado. A Oposição já apresentou uma série de sugestões ao governo, a exemplo da Frente Parlamentar da Segurança Pública; do gabinete de crise; da proposta de criação de dois assentos para o Poder Legislativo no comitê gestor do Pacto pela Vida; da intensificação do diálogo com as prefeituras, da ampliação da parceria com o Governo Federal na fiscalização nas divisas e do incremento da política de combate ao tráfico e prevenção ao consumo de crack”, afirmam os integrantes da bancada de oposição.

Por fim, na nota, o grupo afirma que vai acompanhar os desdobramentos do processo e faz um apelo ao governador Paulo Câmara (PSB) e ao secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, para que reavaliem a decisão. “O momento é de união de forças para o combate à criminalidade e ao crescimento da violência e o resgate da transparência e do debate com a sociedade, princípios essenciais do Pacto pela Vida, são fundamentais para construir uma saída para o quadro em que mergulhamos nos últimos três anos”, finaliza.

Oposição critica expulsão de dirigentes da Associação de Cabos e Soldados-PE

Resultado de imagem para associação de cabos e soldados da pmpe

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) divulgou uma nota, nesta segunda-feira (19), onde criticou a expulsão do presidente e vice-presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Alberisson Carlos e Nadelson Leite Costa, respectivamente. No texto, o grupo chamou o ato de autoritário.

No texto, a bancada afirma defender o restabelecimento do diálogo entre os representantes da Secretaria de Defesa Social e do Comando Militar e as associações militares “como forma de reverter o atual quadro de tensão vivido na corporação”. “Para isso, é fundamental que o governo possa reabrir a mesa de negociação com a categoria”, diz a nota.

Os opositores voltam a falar dos números do Pacto pela Vida, programa do Governo do Estado, afirmando que os cinco primeiros meses do ano foram os mais violentos do Pacto, com crescimento de 44% nos casos de homicídios em relação ao mesmo período do ano passado.

“Os parlamentares da bancada condenam a radicalização e se coloca à disposição do governo para ajudar a construir uma saída para a atual crise na segurança pública do Estado. A Oposição já apresentou uma série de sugestões ao governo, a exemplo da Frente Parlamentar da Segurança Pública; do gabinete de crise; da proposta de criação de dois assentos para o Poder Legislativo no comitê gestor do Pacto pela Vida; da intensificação do diálogo com as prefeituras, da ampliação da parceria com o Governo Federal na fiscalização nas divisas e do incremento da política de combate ao tráfico e prevenção ao consumo de crack”, afirmam os integrantes da bancada de oposição.

Por fim, na nota, o grupo afirma que vai acompanhar os desdobramentos do processo e faz um apelo ao governador Paulo Câmara (PSB) e ao secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, para que reavaliem a decisão. “O momento é de união de forças para o combate à criminalidade e ao crescimento da violência e o resgate da transparência e do debate com a sociedade, princípios essenciais do Pacto pela Vida, são fundamentais para construir uma saída para o quadro em que mergulhamos nos últimos três anos”, finaliza.

Sertanejo x Forró volta a dividir opiniões de artistas no São João de Caruaru

Resultado de imagem para santana o cantador

O Pátio de Eventos recebeu o forró tradicional, estilizado e o sertanejo na noite do último sábado (17). Segundo a Polícia Militar, 38 mil pessoas compareceram ao principal polo do São João de Caruaru, no Agreste de Pernambuco.

A primeira atração foi a banda Caru Forró. Com os vocalistas Edjailson e sua filha Ellen Munik, vários artistas do Nordeste foram homenageados, como Azulão, na música "Afogando a minha dor".

Em seguida foi a vez de uma das atrações mais esperadas, Santanna, O Cantador. Com músicas marcadas na história do forró, o público dançou ao som do cearense. No repertório, canções como "Ana Maria" e "Se tu quiser". A polêmica envolvendo o ritmo sertanejo no São João foi um dos assuntos comentados pelo artista na coletiva de imprensa.

"O problema não é a contratação de sertanejos. Vão acabar com a festa, está perdendo a essência, aquilo que não tem alma não consegue sobreviver. Se é para atender o público, traga na data de aniversário da cidade, no Natal. Eles não têm compromisso com a nossa cultura. Não é pelo fato da música estar fazendo sucesso que ela é boa. Caruaru é conhecida pelo barro, e não pelo plástico", disse Santanna.

Do G1 Caruaru

Associação de Cabos e Soldados-PE realiza coletiva sobre exclusão de presidente Albérisson e vice Nadelson

Resultado de imagem para alberrison da associaçao de cabos e soldados de pernambuco
A Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados (ACS-PE) realizará nesta segunda-feira entrevista coletiva para tratar do que define como “ato ditatorial do Governo de Pernambuco”, a exclusão do presidente e vice da entidade, Albérisson Carlos da Silva e Nadelson Leite Costa dos quadros da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE). Segundo informe da entidade, os advogados Eduardo Morais, François Cabral e Jethro Silva Júnior estarão presentes na sede da entidade, na Rua Carlos Gomes, 70, Madalena, Recife, para explicar em que consiste a arbitrariedade da decisão. Também está em processo de exclusão o sargento Glaudstony Wanderley Galvão.
 
A exclusão de Albérisson Carlos e Nadelson Leite é atribuída à conclusão pela Corregedoria Geral da SDS dos processos administrativos disciplinares (PADs) e foram oficializadas por portarias assinadas na sexta-feira pelo secretário de Defesa Social, Ângelo Gioia. Segundo a Corregedoria, os líderes da ACS teriam infringido normas do Código Penal Militar na condução da Operação Padrão da PM, iniciada em dezembro de 2016. Expresso no Decreto-Lei 1.001/1969, o Código Penal Militar foi editado em plena ditadura militar e proíbe a greve por parte das forças de segurança, ratificada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). 
 
Em nota distribuída no sábado, a ACS-PE informou não ter havido surpresa com a decisão do secretário de Defesa Social, alegando haver várias nulidades por privação do direito à ampla defesa,  afora o que definiram como “arbitrariedade” durante a campanha salarial. 

Ex-vocalista da Cavaleiros do Forró é sepultada sob forró e comoção

Resultado de imagem para cantora de cavaleiros do forro

A comoção marcou o velório da cantora Eliza Clívia neste domingo (17) na cidade de Livramento, na Paraíba. O corpo da artista, que chegou ao estado por volta das 5h, foi velado a partir das 6h em cerimônia aberta ao público no Palhoção do Forró marcada pela comoção. Centenas de pessoas, entre familiares, amigos e fãs, passaram pelo local para se despedir e prestar as últimas homenagens, executadas em ritmo de forró. O enterro foi realizado às 17h no Cemitério da Saudade.

Eliza, que tinha 37 anos de idade, foi vocalista da banda Cavaleiros do Forró e faleceu na última sexta-feira (16), ao lado do marido, o baterista Sérgio Ramos, em um acidente de carro em Aracaju, em Sergipe. A cantora estava na cidade pra divulgar a carreira solo. Outros três integrantes da equipe que estavam no veículo sobreviveram e dois permanecem internados, incluindo o motorista Cleberson José dos Santos, em estado grave. O corpo de Sérgio foi velado na funerária Rosa de Saron, em João Pessoa, e seguiu para o Rio Grande do Norte, onde será enterrado município de Currais Novos.

Carmelita Ventura, prefeita de Livramento e prima de Eliza, decretou luto oficial de três dias na cidade.  "Livramento acaba de ser abalada com a triste notícia do falecimento repentino de uma filha admirada e amada por todos. Família em luto, cidade em luto e mundo do forró em luto", escreveu ela nas redes sociais. A câmera de segurança de um estabelecimento comercial flagrou o momento do acidente, que envolveu um ônibus. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp)  emitiu uma nota afirmando que colaboraria nas investigações.

A banda Cavaleiros do Forró divulgou um comunicado lamentando o falecimento da cantora, que esteve à frente da banda por dez anos, de 2003 a 2013.  "Eliza foi nossa grande RAINHA. Daquelas que realmente são insubstituíveis. Vivemos uma história linda de sucesso e, mais que isso, vivemos uma história de irmandade", dizia o texto. Ela investia na carreira solo há cerca de quatro meses deixar de deixar o comando de outro grupo.

Festa do Sagrado Coração de Jesus, em Tuparetama, também vivenciou os 50 anos de criação da Paróquia

Com missa e procissão, foi encerrada neste sábado, 17 de junho, as festividades do Sagrado Coração de Jesus, em Tuparetama. Na ocasião, foi também comemorado o Jubileu dos 50 anos de criação da Paróquia.

A missa aconteceu no pátio, ao lado da matriz, e foi presidida pelo bispo da diocese de Afogados da Ingazeira, dom Egidio Bisol.

WhatsApp é notificado após anúncio de que não vai mais funcionar em celulares antigos

Resultado de imagem para whatsO WhatsApp recebeu uma notificação da associação de defesa do consumidor Proteste às vésperas da data anunciada pela empresa para suspensão do serviço em aparelhos antigos. Em fevereiro de 2016, o WhatsApp anunciou que deixaria de dar suporte a dispositivos com as seguintes plataformas: BlackBerry OS e BlackBerry 10; Nokia S40; Nokia Symbian S60; Android 2.1 e Android 2.2; Windows Phone 7; e iPhone 3GS/iOS 6.

O prazo dado era até o fim de 2016, mas a empresa controlada pelo Facebook estendeu o limite para os sistemas operacionais BlackBerry OS, BlackBerry 10, Nokia s40 e Symbian S60 até o dia 30 de junho deste ano.

De acordo com a Proteste, trata-se de um desrespeito ao consumidor, especialmente para quem escolhe utilizar um aparelho mais antigo com acesso ao serviço de telefonia provido por todas as operadoras no país. Segundo a entidade, a decisão fere o artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor no inciso 9º, que diz: "recusar a venda de bens ou a prestação de serviços, diretamente a quem se disponha a adquiri-los mediante pronto pagamento, ressalvados os casos de intermediação regulados em leis especiais."

Em nota, o diretor de Relações Institucionais da Proteste, Henrique Lian, explica que uma vez que o aparelho funciona normalmente, a atualização é um direito do consumidor.

O WhatsApp afirma que foi um decisão difícil de ser feita, mas que estão pensando no futuro e vão concentrar os esforços nas plataformas de celular que a maioria das pessoas utilizam. "Por mais que esses aparelhos celulares tenham feito uma importante parte em nossa história, eles não possuem a capacidade requerida para que possamos expandir os recursos de nosso aplicativo no futuro", diz empresa em seu blog.

O aplicativo de mensagem instantânea conta com cerca de 1,2 bilhão de usuários no mundo. No Brasil, a marca de 120 milhões já foi batida.

Agente de polícia de PE é demitido por desviar armas para saldar dívidas com traficantes

Um agente da Polícia Civil foi demitido da corporação por desviar armas de fogo para saldar dívidas com traficantes. Usuário de drogas, o policial ainda aproveitou a ausência de um colega de trabalho para subtrair 25 pedras de crack, que foram apreendidas pela polícia, para consumo próprio, segundo portaria publicada no Diário Oficial do estado. Na época, ele exercia a função de chefe administrativo da 26ª Circunscrição Policial, sediada em Rio Doce, Olinda.

Segundo o texto da Secretaria de Defesa Social, os crimes ocorreram em 2008. Com objetivo de consumir a droga, o agente teria pegado as 25 pedras de crack apreendidas pela corporação no momento que um de seus colegas saiu da unidade policial para jantar.

“Além disso, ao tempo em que era Chefe Administrativo na citada unidade policial, desviou ainda em proveito próprio armas de fogo, as quais foram utilizadas como garantia de pagamento das drogas por ele adquiridas, visando saldar dívida contraída com traficantes”, diz a publicação.

O texto de demissão foi assinado pelo secretário de Defesa Social, Angelo Gioia. Os autos do processo foram encaminhados para a Procuradoria de Apoio Jurídico Legislativo do Governador para que sejam tomadas as providências cabíveis.

Do G1 PE

Senador Humberto Costa diz que acusações de Joesley enfraquem 'ainda mais o governo'

Resultado de imagem para humberto costa

O senador Humberto Costa (PT-PE) avaliou que a acusação do dono da JBS, Joesley Batista, de que o presidente Michel Temer é o "chefe de uma organização criminosa" deve dificultar a sua permanência no cargo.

"Essa acusação só faz enfraquecer ainda mais o governo que está sem nenhuma condição de permanecer no poder do ponto de vista político e ético", afirmou Costa.

Para ele, as denúncias contra Temer são "extremamente graves". "O mais grave de tudo é que ele (Joesley) apresentou, desde o acordo de delação (premiada), um conjunto de provas. Isso tudo é muito assustador."

Costa considerou ainda que a delação premiada da JBS foi "arrasadora" para o PMDB e o PSDB. Sobre as acusações de Joesley de que o PT teria "institucionalizado" a corrupção, o senador afirmou que são de "uma fragilidade imensa".

Afinal, o que é o Spinner, a febre do momento

Maxipixel/Reprodução

O nome oficial dele é fidget spinner, mas ele é normalmente chamado apenas pelo segundo nome, ou de hand spinner. Se trata de um brinquedo giratório voltado originalmente para crianças e adolescentes que foi anunciado como algo que ajuda pessoas que tem dificuldade de se concentrar ou inquietas, ou até quem é diagnosticado com Transtorno de Atenção (TDA), autismo ou ansiedade. O spinner agiria como um mecanismo de liberação de energia nervosa ou estresse. O brinquedo caiu nas graças dos brasileiros e até celebridades, como o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, postam nas redes sociais interações com o brinquedo.

Porém, se engana quem pensa que eles são novos. O brinquedo foi inventado em 1990 e retomaram a popularidade – aumentada pela internet – em 2017, quando foram repaginados. Ele começou a ser utilizado por crianças durante atividades escolares, o que resultou na proibição do brinquedo em algumas instituições, sob o argumento de que ele se torna uma distração (uma ironia para o equipamento apontado como auxílio para quem tem dificuldade de concentração). Outras escolas permitem que os spinners sejam usados discretamente, para ajudar as crianças.

De acordo com o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), porém, ele não deve ser usado por crianças menores de 6 anos, por conter peças que podem ser engolidas. O Instituto pede ainda que os pais prestem atenção se as embalagens têm o selo do Inmetro, já que o spinner passou a ser alvo de fiscalização recentemente.

Temer diz que Joesley mente e que vai processar empresário

Resultado de imagem para temer e joesley

O presidente Michel Temer informou, em nota divulgada neste sábado (17), que vai protocolar, nesta segunda-feira (19), ações civil e penal na Justiça contra o empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F. Em entrevista à revista Época, Joesley disse que Temer é "o chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil".

Na nota, o presidente diz que Joesley "desfia mentiras em série" e que o empresário é o "bandido notório de maior sucesso na história brasileira".

Na entrevista à revista Época, Joesley fala que a relação com o presidente Temer nunca foi de amizade. "Sempre foi uma relação institucional, de um empresário que precisava resolver problemas e via nele a condição de resolver problemas".

O dono do grupo J&F afirma que o presidente Temer "não é um cara cerimonioso com dinheiro" e que sempre tinha um assunto específico para tratar quando se encontravam. "Nunca me chamou lá para bater papo. Sempre que me chamava, eu sabia que ele ia me pedir alguma coisa ou ele queria alguma informação".

SDS-PE exclui os cabos Alberisson Carlos e Nadelson Leite da PM

Resultado de imagem para alberrison presidente da associaçao cabos e soldados pe

A Corregedoria Geral da SDS concluiu os Processos Administrativos Disciplinares (PADs) abertos contra o presidente e o vice-presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS), os cabos Alberisson Carlos da Silva e Nadelson Leite Costa, respectivamente, que foram excluídos da Polícia Militar de Pernambuco.

As portarias de exclusão, ratificando a decisão da comissão disciplinar da Corregedoria, foram assinadas nesta sexta-feira (16) pelo secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, e serão publicadas neste final de semana no Boletim Geral da secretaria.

De acordo com a Corregedoria, os líderes da ACS infringiram normas previstas no Código Penal Militar na condução da Operação Padrão da PM, iniciada em dezembro de 2016, contrariando a proibição de greve por parte das forças de segurança (decisão ratificada pelo Supremo Tribunal Federal).

Na ocasião, além de estimularem a paralisação, desrespeitaram as autoridades de segurança do Estado. Também foi demitido da PM o sargento Glaudstony Wanderley Galvão, outro líder do movimento paredista.

Também serão publicadas, no Boletim Geral da SDS, as prisões do cabo Geraldo Pereira da Silva e do soldado Manoel Luiz da Conceição, ambos da PM, por participação efetiva na Operação Padrão.

A pena do cabo foi de 25 dias de prisão, enquanto o soldado pegou 21 dias de detenção. Ao todo, 53 policiais que integraram o movimento respondem a processos administrativos no órgão correcional.

PRF prende trio com carro roubado e um quilo de maconha em Cruzeiro do Nordeste

Carro estava com placa clonado e havia sido roubado em Pernambuco. Foto: PRF/Divulgação (Carro estava com placa clonado e havia sido roubado em Pernambuco. Foto: PRF/Divulgação)

Três suspeitos foram presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na manhã desta sexta-feira, em Cruzeiro do Nordeste. De acordo com a PRF, o trio estava com cerca de um quilo de maconha em um veículo roubado.

Os policiais faziam uma fiscalização de rotina, na BR-232, no Km 278, quando deram ordem de parada a um automóvel com placas do Ceará. Após vistoria minuciosa, os policiais verificaram que se tratava de um carro clonado, que havia sido roubado em Pernambuco.

Durante a abordagem, foi localizado no interior do veículo um tablete de maconha, com cerca de um quilo da substância entorpecente. O grupo foi encaminhado junto com a droga e o carro para a Delegacia de Polícia Civil de Cruzeiro do Nordeste para a continuidade dos procedimentos legais.

IFPE abre concurso com 15 vagas para professor substituto com salários de até R$ 5,6 mil; há vaga para Afogados da Ingazeira

Resultado de imagem para ifpe

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE) divulgou, nesta sexta-feira, o edital do processo seletivo para contratação de professores substitutos. São oferecidas 15 vagas com salários de até R$ 5,6 mil. As inscrições podem ser feitas no período de 26 de junho a 06 de julho.

Os contratos serão de 40 horas semanais, com remuneração que pode variar entre R$ 3.117,22 a R.697,61, a depender da titulação do profissional. Os selecionados poderão atuar nos campi Afogados da Ingazeira, Garanhuns, Ipojuca, Pesqueira e Recife. As inscrições devem ser feitas presencialmente, no IFPE, campus Recife ou Pesqueira, ou via Sedex. Para participar, os candidatos devem apresentar os documentos listados no edital e o comprovante de pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 70.

Podem concorrer às vagas candidatos com formação em Licenciatura em Biologia, Licenciatura em Física, Licenciatura em Filosofia, Licenciatura em Letras (Habilitação em Língua Espanhola ou Inglesa), Licenciatura em Geografia, Tecnologia em Saneamento Ambiental, Engenharia Elétrica, Engenharia Sanitária, Engenharia Ambiental, Engenharia Mecânica, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Eletrônica, Engenharia de Automação e Controle, Medicina, Enfermagem, Tecnologia em Radiologia ou Odontologia.

O processo seletivo se dará em duas etapas distintas. A primeira será uma análise classificatória de títulos e a segunda uma prova de conhecimentos práticos específicos, em que o candidato deverá ministrar uma aula, com avaliação da banca examinadora. O concurso validade de um ano, podendo ser prorrogado por mais um. O edital encontra-se disponível nos sites ifpe.edu.br ou cvest.ifpe.ed.br.

Jornalista diz ao vivo que colega foi 'morto antes de ser enterrado'

Repórter queria dizer que Bastos Moreno não chegou a ser internado. Foto: Globo/Reprodução

Um erro cometido por um repórter da Rede Globo, na tarde desta quinta-feira (15), se tornou motivo de piadas nas redes sociais. Enquanto repercutia, ao vivo, a morte do colega de profissão Jorge Bastos Moreno, um jornalista do Jornal hoje se confundiu e afirmou que ele "morreu antes mesmo de ser enterrado". A gafe não passou despercebida pelos internautas que logo divulgaram o vídeo da transmissão nas redes sociais.

O repórter Paulo Mário Martins noticiava, do Rio de Janeiro, o falecimento do colunista do jornal O Globo, ocorrido na quarta-feira (14). Porém, durante a transmissão, ele se atrapalha e troca a palavra "internado" por "enterrado". "O jornalista Jorge Bastos Moreno morreu por volta de 1h da manhã. Ele passou mal durante a noite e foi levado para um hospital em Botafogo, aqui na zona sul do Rio. Mas morreu antes mesmo de ser enterrado", noticiou.

O assunto rapidamente passou a ser replicado nas redes sociais, com diversos internautas ironizando a situação - comuns em passagens ao vivo. "Gente, eu de verdade não tô sabendo lidar com o vídeo do jornalista falando 'mas morreu antes mesmo de ser enterrado' HAHAHAHHAHAHAHAHA", disse uma usuária do Twitter. "'mas morreu antes mesmo de ser enterrado...' Sei que eu não deveria, mas estou rindo disso", disse outro internauta.

Pesquisa no Blog

Rádio Web Acauã HD Full

Nosso Aplicativo

EM  TESTE...
Baixe Nosso aplicativo em:

 

 
BAIXAR

 

        

 

Link´s Para Rádio Web

     

Publicidade

 

 

 

 

Provedor de Internet em
Afogados da Ingazeira - PE